Com retomada da economia, 19 setores da indústria crescem em 2017

retomada da economia

Crescimento

O ano passado sacramentou o fim de uma das piores recessões já enfrentadas pelo Brasil. Nesse período, a indústria nacional amargou péssimos resultados, mas passou a se recuperar com a volta do crescimento do País. Em 2017, a produção industrial voltou a crescer e ficou em 2,5%, o melhor resultado desde 2010.

Balanço produção industrial
Após registrar o primeiro resultado positivo em anos, atividade industrial promete período ainda mais produtivo.

Essa retomada é ainda mais relevante ao levar em conta que a grande parte dos setores industriais apresentou resultados positivos em 2017. Dos 26 segmentos da indústria, 19 se recuperaram – o que significa 73% do total dos ramos pesquisados pelo IBGE.

Entre os destaques do ano estão o avanço na produção de equipamentos de informática (+19,6%), automóveis e reboques (+17,2%), metalurgia (+4,7%) e ainda a retomada da indústria extrativa (+4,6%). Contudo, a indústria nacional ainda não se recuperou totalmente da recessão. Isso porque o resultado não foi suficiente para apagar as fortes retrações de 6,4% e 8,3% sofridas em 2016 e 2015, respectivamente.

O que podemos esperar?

Tudo indica que neste ano a economia vai crescer de forma mais vigorosa, por volta de 3%. E, com isso, a indústria brasileira deve acompanhar esse movimento. Para analistas  do mercado financeiro, o crescimento pode chegar a 3,76%.

“2017 interrompeu três anos de queda em sequência na produção, o que significa o primeiro passo para reverter essas perdas”, afirma o gerente da Coordenação da Indústria do IBGE, André Macedo. “Há esse predomínio de taxas positivas, com destaque para a indústria automobilística”, aponta.

Para Macedo, afirmar que a produção industrial será ainda mais vigorosa em 2018 ainda é cedo, mas a expectativa é positiva diante do bom resultado do ano passado. “A gente termina 2017 de uma forma diferente […] termina com trajetória ascendente”, conclui.

Fonte: Governo do Brasil, com informações do IBGE e do BC

Acesse nosso BLOG e veja todas as nossas publicações do site.

Compartilhe isso: